Carregando...

Por favor, aguarde.

Os Plásticos - O que são?

A origem da palavra plástico vem do grego plastikós, que significa "adequado à moldagem".
Plásticos são formados pela união de grandes cadeias moleculares chamadas Polímeros que, por sua vez, são formados por moléculas menores chamadas Monômeros.
São obtidos através de um proceso químico chamado Polimerização.




Os polímeros podem ser:
Naturais: Algodão, madeira, cabelos, chifre de boi, látex, etc. São polímeros comuns em plantas e animais.
Sintéticos: Os plásticos obtidos através de reações químicas. O tamanho e a estrutura da molécula do polímero determina as propriedade do material plástico.
Os polímeros dividem-se em:

  • Termoplásticos:
    Plástico que não sofrem alterações na sua estrutura química durante o aquecimento e que podem ser novamente fundidos após o resfriamento. Exemplos: Polipropileno (PP), Polietileno Tereftalato (PET), Poliestireno (PS), Policloreto de Vinila (PVC), etc.
  • Termofixos:
    São aqueles que não fundem com o reaquecimento. Exmplos: resínas fenólicas, epóxi, poliuretanos, etc.

O Poliestireno

Assim como os demais tipos de plásticos, o Poliestireno (PS) tem sua origem a natureza, pois é um polímero termoplástico derivado do petróleo.

A partir da NAFTA petroquímica, obtém-se o Benzeno. Deste derivado se produz o etil-benzeno que gera o monômero de estireno. Sua polimerização com agentes catalisadores o transforma em Poliestireno (PS).

O PS cristal VIRGEM, utilizado como matéria prima nas embalagens Meiwa é um material inodoro, atóxico, 100% reciclável e totalmente aprovado para uso em alimentos, de acordo com a resolução 105/99 da Anvisa e 21 CFR § 177.640 do FDA (USA)

Os maiores consumidores de Petróleo

A produção de plástico é responsável por apenas 4% do consumo mundial de petróleo.

Fonte: Instituto - PLASTVIDA

Os 4 R's do respeito à natureza

  • Reduza:


    A Quantidade de resíduos gerados e desperdicios de recursos naturais.
  • Reutilize:


    Algumas embalagens pós consumo como vidro, potes plasticos etc.
  • Recicle:


    Todos os resíduos descartaveis passíveis de reciclagem.
  • Repense:


    Suas atitudes com o meio ambiente e com o futuro do nosso planeta.

PET - Polietileno Tereftalato

  • Produtos:

    Frascos e garrafas para uso hospitalar, bebidas, cosméticos, bandejas para alimentos, filmes para áudio e vídeo, fibras têxteis, etc.

  • Benefícios:

    Transparência de vidro, resistente a pressão, impoermeável e leve.


PEAD - Polietileno de Alta Densidade

  • Produtos:

    Embalagens para alimentos, produtos têxteis, cosméticos e embalagens descartáveis são produzidas a partir do polietileno de alta densidade. Resistente a baixas temperaturas, leve, impermeável, rígido e com resistência química.

  • Benefícios:

    Transparência de vidro, resistente a pressão, impoermeável e leve.


PVC - Policloreto de Vinila

  • Produtos:

    Embalagens para água mineral, óleos comestíveis, maionese, sucos, mangueiras, forros, tubos e conexões, filmes para alimentos, etc.

  • Benefícios:

    Rígido, transparente, impermeável e resistente a temperatura.


PEBD - Polietileno de Baixa Densidade

  • Produtos:

    Sacolas plásticas, filmes para leite, sucos, iogurtes, fraldas, sacaria industrial, bolsas de soro, sacos de lixo, etc.

  • Benefícios:

    Flexível, leve, impermeável e com grande resistência mecânica.


PP -Polipropileno

  • Produtos:

    Filmes para embalagens de alimentos, fios e cabos, caixas de bebidas, autopeças, potes, fraldas, seringas descartáveis, etc.

  • Benefícios:

    Alto brilho, conserva o aroma, resistênte a grandes variações de temperatura.


PS - Poliestireno

  • Produtos:

    Pote e frascos para alimentos, peças internas de geladeiras, pratos, bandejas e embalagens expandidas (EPS), brinquedos, tampas, etc.

  • Benefícios:

    Leve, brilhante, impermeável, isolante térmico/acústico (EPS).


Outros - Tipos ou Combinações

  • Tipos:

    Neste grupo encontram-se outros tipos de plásticos como SAN, ABS, EVA, PA, PC ou a mistura de várias matérias-primas (co-extrusão).

  • Produtos:

    Solados, autopeças, pneus, chinelos, acessórios esportivos, e náuticos, peças de engenharia, cds, carcaças de eletrônicos, etc.

  • Benefícios:

    Flexibilidade, leveza, permite formatos diferenciados, resistente a abrasão.

Tipos de Reciclagem?

  1. Mecânica:
    Conversão dos resíduos pós-consumo ou pós-industriais em grânulos que podem ser utilizados na produção de novos materiais, exceto embalagens para alimentos.
  2. Química:
    É a recuperação dos componentes químicos individuais de uma embalagem, para serem reutilizados como produtos químicos ou na produção de novos plásticos.
  3. Energética:
    É a tecnologia que aproveita todo poder calorífico dos plásticos, transformando lixo urbano em energia elétrica e térmica. A energia obtida de 1Kg de plástico é equivalente à obtida através de 1Kg de combustível mineral.

Reciclar para preservar!


Conheça o ciclo completo da reciclagem mecânica do EPS-Isopor®

EM CASA
Separação doméstica do lixo orgânico, dos resíduos recicláveis - LIMPOS E SECOS.
NA COOPERATIVA
Coleta, triagem, compactação e degasagem do EPS para redução do volume.
NA INDÚSTRIA
Trituração, derretimento e peletização do EPS. Matéria prima para novos produtos.
RECICLAGEM
Produtos reciclados de EPS. Úteis e ecologicamente corretos.

Coordenação do Instituto Plastvida com apoio e participação da Meiwa.

Descrição do projeto:

Pioneiro no Brasil na reciclagem do EPS (poliestireno Expandido), um plástico celular rígido popularmente conhecido pela marca Isopor®, o Projeto REPENSAR (Revalorizando o EPS e Ensinando a Usar) é uma iniciativa inédita do Instituto Plastivida.
Com início efetivo em agosto de 2006, o REPENSAR congrega vários atores da cadeia produtiva, contribuindo com a correta destinação de grandes volumes do EPS para a reciclagem.

Objetivos do Projeto:

  • Defender a imagem deste plástico, informando a sociedade sobre suas propriedades, aplicações e reciclabilidade
  • Apoiar iniciativas para a reciclagem do EPS em todas as fases da cadeia produtiva
  • Identificar alternativas para solução de problemas que envolvam a correta destinação do EPS no pós uso
  • Estabelecer parcerias entre as fontes geradoras e as indústrias recicladoras do EPS
  • Desenvolver materiais que promovam educação ambiental e incentivem a reciclagem do produto

Cooperativa de Reciclagem de Arujá

Histórico

Desde 2007 a Meiwa apoia as ações da CORA – Cooperativa dos Trabalhadores de Materiais Recicláveis de Arujá, como forma de preservar o meio ambiente e promover inclusão social e renda aos catadores. A CORA está localizada em Arujá-SP (sede da Meiwa) e conta hoje com 30 cooperados que realizam o trabalho de coleta seletiva, triagem, beneficiamento e encaminhamento dos materiais para a reciclagem. Atua como base orgânica do MNCR – Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis no município e comercializa materiais em conjunto com outras cooperativas do Alto Tietê, através da Rede Catasampa.

Ações do Projeto:

  • Participação ativa de seus representantes no Conselho Consultivo da Cooperativa
  • Apoio contínuo através de orientações técnicas e oficinas de capacitação
  • Fornecimento mensal de cestas básicas para complementar a alimentação dos trabalhadores
  • Doação de materiais recicláveis (EPS e papelão) para beneficiamento e comercialização
  • Empréstimo de equipamento que promove a redução de volume do EPS, viabilizando sua reciclagem
  • Disponibilização de técnico especializado para orientar as ações do projeto de reciclagem do EPS

Sobre o Revima:

O projeto Revima - Revalorizando Vidas e o Meio-Ambiente é uma iniciativa inédita edificada pela parceria de várias empresas envolvidas na rede de distribuuição alimentar para internos do sistema prisional da grande Curitiba. Conscientes de papel social e ecológico, estas empresas uniram esforços para proporcionar o destino adequado aos resíduos das embalagens EPS utilizadas pelas unidades do DEPEN-PR.
Atualmente, são cerca de 100 pessoas envolvidas diariamente, totalizando uma média de 7 toneladas de material processado por mês.

Objetivos do Projeto:

  • Viabilizar a reciclagem mecânica de 100% das embalagens EPS utilizadas na alimentação dos internos;
  • Contribuir com a preservação do meio-ambiente, através da redução correta dos resíduos;
  • Promover a inclusçao social e consciência ecológica dos internos, através da informação e do trabalho;
  • Viabilizar o retorno dos resíduos à cadeia produtiva, na forma de produtos ecologicamente corretos;

Grupo Gestor e Responsabilidades:

  • DEPEN-PR - Gestor do sistema prisional no Paraná:
    Fornece mão-de-obra para limpeza das embalagens em cada unidade e cede as instações para o "Canteiro Revima".
  • Risotolândia e Sabor - Empresas fornecedoras das refeições ao sistema:
    Realizam a lógica reversa, encaminhando os resíduos ao Canteiro para compactação.
  • Meiwa e RMB - Fabricante e distribuidor exclusivo das embalagens usadas nas refeições (EPS).
    Fornecer todos os equipamentos necessários, bem como a estrutura para o funcionamento do canteiro REVIMA.
  • Santa Luzia - Indústria de molduras e perfis decorativos:
    Responsável pela coleta dos resíduos e sua reciclagem.

(*) ACESSE O SITE DAS EMPRESAS PARTICIPANTES NO MENÚ “LINKS ÚTEIS”


Atitudes responsáveis hoje, meio-ambiente preservado amanhã.

Projeto ganhador do Prêmio MOGI NEWS de Responsabilidade Social Empresarial do Alto Tietê, nos anos de 2009, 2010 e 2011.
Categoria: Relação com o Meio ambiente.


Histórico:

Consciente da sua responsabilidade sócio-ambiental, a Meiwa iniciou em outrubro de 2007 as atividades do projeto de educação ambiental "Amigo da Natureza". O foco principal são alunos de escolas públicas e particulares, a partir do 5º ano até a universidade. Podem participar também associações de moradores, cooperativas de reciclagem e outras entidades que lutam e defendem o meio ambiente.

Objetivos do Projeto:

  • Promover educação ambiental em escolas e entidades, levando informações sobre sustentabilidade, consciência ecológica e reciclagem mecânica do EPS
  • Transformar os participantes em multiplicadores do projeto para a escola e a comunidade
  • Apoiar ações complementares que transformem o aprendizado em conhecimento prático

Mecânica:

Na própria escola ou entidade é realizada uma apresentação sobre os cuidados com o meio ambiente e a reciclagem do EPS-Isopor®
As escolas de Arujá visitam a planta industrial e conhecem toda a produção, incluindo o reaproveitamento das aparas de processo
Em outros municípios, assistem a apresentação e participam de um concurso cultural sobre o tema, que premia os melhores trabalhos
Ao final, assumem o compromisso de multiplicar os conhecimentos recebidos com familiares e com toda comunidade
Na escola, trabalham os conceitos de sustentabilidade e reciclagem, através de atividades orientadas pelos professores

Números do Projeto:

  • Mais de 15.000* participantes diretos entre alunos, professores.
  • (*) até março de 2012

Histórico:

Criado em 2012, o Projeto Asumir vai acelerar as inciativas para reciclagem mecânica do EPS em todo Brasil, contribuindo com as ações de logística reversa. Todo investimento técnico em equipamentos, treinamentos e divulgação é realizado pela Meiwa em parceria com seus distribuidores exclusivos, entidades e cooperativas de reciclagem. O equipamento que tritura o material e reduz o volume do EPS, viabiliza os custos logísticos e o retorno à cadeia produtiva das embalagens pós uso da Meiwa e também de outros fabricantes.

Objetivos do Projeto:

  • Viabilizar a redução do volume original do EPS - Isopor®, com equipamento especialmente desenvolvido para esta finalidade;
  • Promover geração de renda e inclusão social para os trabalhadores vinculados às cooperativas de reciclagem parceiras;
  • Gerar ações de educação ambiental através do projeto, informando sobre a preservação da natureza, o uso adequado dos recursos naturais e a correta reciclagem do EPS - Isopor®
  • Contribuir com a preservação do meio ambiente, promovendo o retorno das embalagens de EPS ao ciclo produtivo, sua reciclagem e transformação em produtos úteis e ecologicamente corretos

Cooperativas participantes do Projeto Asumir:

CORA - Cooperativa de Reciclagem de Arujá - SP (Alto Tietê)
ACÁCIA – Cooperativa de Reciclagem de Araraquara - SP e região

SAIBA MAIS DETALHES SOBRE ESTE PROJETO INOVADOR E VEJA COMO SUA CIDADE PODE PARTICIPAR, FAZENDO O DONWLOAD DO “RELATÓRIO 2012” DE AÇÕES SUSTENTÁVEIS MEIWA.